terça-feira, 8 de março de 2016

73ª Caminhada: Trilho "Onde o morto matou o vivo" em Anúncio

ÚLTIMA HORA (9 Março / 16H): CAMINHADA CONFIRMADA!
- Alerta: Caminhada Difícil

- Formulário fechado!
- Estacionamento difícil?
- Trilho não sinalizado, desníveis acentuados, partes com alcatrão.
- Preparados para tudo (corta-mato)

Fonte: http://www.geopt.org/index.php/board/viewtopic.php?f=86&t=1420&start=30

Para realizarmos a nossa actividade de Março, escolhemos uma vez mais regressarmos ao concelho de S. Pedro do Sul, para realizarmos o Trilho "Onde o morto matou o vivo". Trata-se de um trilho exigente (difícil), com vários desníveis tanto ascendentes como descendentes, um piso bastante irregular (pedra solta), troços em alcatrão e não sinalizado.

Iremos começar na Aldeia Covas do Rio, após uma breve visita à aldeia, tomaremos o caminho para a Aldeia Covas do Monte (classificada como aldeia de portugal), aqui seguiremos um caminho de pastores, por pedra solta, e com um bom desnível ascendente até ao Portal do Inferno. Chegados ao alcatrão, iremos continuar a subir até atingirmos o ponto mais alto (aprox. 1000 metros), onde é possível avistarmos a Aldeia da Pena , aqui tomaremos um caminho (meio corta-mato???), até à aldeia, chegados à mesma, uma breve visita, e uma paragem na tasquinha (se estiver aberta).

O regresso ao ponto de partida, será pelo caminho que dá o nome ao trilho, uma descida até Covas do Rio. Caso terminamos cedo (ainda de dia), fica aqui a nossa sugestão de passarmos na igreja S. Macário, onde as vistas são bastante interessantes, assim como os miradouros sobre a Aldeia da Pena.

Este trilho tem como pontos de interesse: A Serra da Arada, Covas do Rio, Covas do Monte, Aldeia da Pena, Caminho "onde o morto matou o vivo", vistas panorâmicas.

Todos aqueles que desejarem aceitar esta sugestão, devem preencher o formulário (ver mais abaixo), apenas depois das 21:00 da 4ª feira anterior ao dia da caminhada e até às 18:00 de 6ª feira

FORMULÁRIO
Se faz intenção de nos acompanhar, preencha o seguinte FORMULÁRIO (limite de 90 solas)
apenas depois das 21:00 da 4ª feira anterior ao dia da caminhada e até às 18:00 de 6ª feira
---- gratuito, mas a caminhada não inclui seguro ---
PARTICIPANTES CONFIRMADOS FINAL (5 FEV / 18H)
José Carlos, Sérgio, Catarina, Victor, Catarina, Leonel, Ana, Flávia, Leandra, Júlio, Alberto, Elsa, Vera, José, Mário, Maria, Isabel, Luís, Luís, Helena, Manuel, Deolinda, Carmen, Pedro, Isabel, Susana, Fátima, José, Isabel, Elisa, José, Sofia, Rodrigo, Joca, Ricardo, Nela, Manuel, Elodie, Cristina, Artur, Andresa, Domingos, Laurinda, Mariana,Francisco, Felismina, Gabriel
(94 / 90)
PARTIDALOCALGPSKMGRAUMAPA
2016.03.13
10:00
Aldeia Covas do Rio 40°53'49"N, 8°04'24"W
40.89694, -8.073333
15DifícilLink
MAIS INFORMAÇÕES
Percurso: Trilho "Onde o morto matou o vivo"
Local: S. Pedro do Sul
Partida/Chegada: Aldeia Covas do Rio
Estacionamento: (?)
Rede Telemóvel: (?)
Âmbito: Paisagístico, Cultural, Ambiental
Tipo: Circular
Sinalização: Não
Pontos Água: 3 (aldeias)
Exposição Vento/Solar: Média
Almoço: Volante
Regras: Ler Aqui
Sugerido: Solas Rotas
Ponto Encontro: Aldeia Covas do Rio
Pontos de Interesse: Serra da Arada, Covas do Rio, Covas do Monte, Aldeia da Pena, Caminho "onde o morto matou o vivo", vistas panorâmicas.
Dicas: Água, Roupa adequada às condições atmosféricas; Botas; Bastão, Gorro, Agua
Reconhecimento: Sem reconhecimento
Outras informações: Aldeias de Portugal, Câmara Municipal S. Pedro do Sul, Reportagem TVI

Sem comentários:

Publicar um comentário