sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Extra: Do Miradouro à Cascata à Lupa

Portugal tem paisagens lindíssimas, mas o Gerês, é sempre Gerês!

De novo em Terras de Bouro, onde percorremos um trilho marcado por GPS, e nestas ocasiões já se sabe, há que estar preparado para tudo.

A aventura começou da melhor maneira, numa das zonas mais visitadas no Gerês: o Miradouro da Pedra Bela, a cerca de 820 metros de altura. Aqui temos uma deslumbrante vista para a Albufeira da Caniçada, para o Vale do Gerês e para as montanhas que seguem para a Portela de Leonte.

Fotografias da praxe tiradas, tomamos a direcção dos Currais (Curral da Espinheira, Curral da Carvalha da Égua e o Curral da Lomba do Vidoeiro) e os respetivos abrigos, onde pernoitam os pastores. Neste último aliás, a paisagem é tão agradável que havia quem se imaginasse a viver ali, e até já tinha local onde estender a roupa...
Foi também aqui que abandonamos o PR3 - o Trilho dos Currais, assim como a chuva miudinha que não voltaria a aparecer durante o dia todo. Viramos então à direita, e subimos em direção ao Vale da Teixeira. Lá no alto, já são bem visíveis as montanhas pintadas de neve. Havia vontade de por lá caminhar. Foi este o local escolhido para a foto de grupo.

A partir daqui percorremos o vale,  passando pelo Curral do Teixeira, e mais adiante, no Curral do Camalhão, paramos para repor energias e desfrutar da paz que este lugar oferece. Retomando a caminhada, agora a descer, não nos cansamos de admirar este local: é deslumbrante!

Ao fundo do vale, tivemos de atravessar o rio Arado. Não foi preciso a corda, mas houve quem atravessasse de gatas!

Rumamos em direção à Cascata do Arado, serra abaixo, sempre a descer (pior que subir, é mesmo descer). Pequena pausa na cascata para muitas fotos, e de seguida iríamos entrar numa parte do Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês.

Uma subida mais acentuada (já ninguém contava com ela) e zonas de bosque mais densas (ninguém levou uma catana),  foram as últimas dificuldades, antes de entrarmos na estrada que nos levaria ao ponto de partida. Um último desvio à esquerda e fomos ter ao tanque que se encontra junto à Pedra Bela.

Foram 14 quilómetros de puro Gerês, salpicado com um toque de neve e acompanhado com a boa disposição que caracteriza este grupo.

Vitor Vieira, SR 98





MAPATRILHOELEVAÇÃO
PARTICIPANTES CONFIRMADOS FINAL (23 NOV / 21H)
Sérgio, Leonel, Mário, Fernando, Isabel, Mário, Luís, Vera, José, Ricardo, Victor, Catarina, Vítor, Maria José, António
( 30 / 60 )
PARTIDALOCALGPSKMGRAUMAPA
2016.11.27
09:30
Miradouro da Pedra Bela41°42'56.0"N 8°09'10.0"W
41.715556, -8.152778
 15DifícilLink
MAIS INFORMAÇÕES
Percurso: Do Miradouro à Cascata
Local: Serra Gerês
Partida/Chegada: Miradouro da Pedra Bela
Estacionamento: Sim
Rede Telemóvel: Sim
Âmbito: Paisagístico, Ambiental
Tipo: Circular
Sinalização: GPS
Pontos Água: Nenhum
Exposição Vento/Solar: Alto
Almoço: Volante
Regras: Ler Aqui
Sugerido: Solas Rotas
Ponto Encontro: Miradouro da Pedra Bela
Pontos de Interesse: Miradouro da Pedra Bela, Curral das Éguas, Mariolas dos Currais, Curral Lomba do Vidoeiro, Curral Camalhão, Vale da Teixeira, Rio Arado, Cascata do Arado, Ponte do Arado
Dicas: Água, Roupa adequada às condições atmosféricas; Botas; Bastão,
Reconhecimento: Sem reconhecimento
Outras informações: Câmara Municipal de Terras de Bouro; Serra do Gerês, ICNF
A Visitar: Vila do Gerês; Torneiros (Lobios) (Espanha); Mata da Albergaria

Sem comentários:

Publicar um comentário