Grande Rota: GR50 Peneda Gerês (E14.15) a Foto de Grupo

93ª Caminhada: Trilho entre Várzea e Tibo à Lupa

Gêres, local escolhido para iniciarmos o ano 2018.
Bem "fresquinhos", iniciamos o trilho entre a aldeia da Várzea e a aldeia de Tibo, as baixas temperaturas e as rajadas de vento que se faziam sentir gelava os ossinhos mesmo daqueles, com mais carninha...como eu.

Entre as tradicionais apresentações e discursos iniciais, começamos a nossa aventura passando pela aldeia da Várzea, entre as suas casas, cumprimentando as poucas pessoas existentes na aldeia, que só nos podiam chamar de "malucos", de irmos caminhar com aquele frio e vento.

Saindo da aldeia, entramos num pequeno caminho, ou seria um pequeno rio....o certo é que de caminho tinha pouco e água muito, foi "remar" contra a maré que iniciamos a nossa subida até ao Miradouro de Tibo.

A nossa preocupação era passar a ribeira, uma vez que o caudal que a mesma apresentava (ao longe) gerava muitas duvidas, mas acabou por ser a parte acessível, até lá já tínhamos posto à prova a impermeabilização das botas.... e das calças. (ah!!!! e usamos as cordas, já cheiravam a mofo)

Um pouco antes de chegar ao miradouro, mesmo antes de chegar à estrada, fomos contemplados por uma vista fantástica, sobre o rio Peneda, e o desfiladeiro por onde este passa, tendo uma panorâmica mais alargada que o próprio miradouro, onde poderíamos ver a aldeia de Tibo, Rouças, Gavieira e a Peneda com o seu imponente Santuário...pena foi que alguém deixou a porta aberta, e o vento levava pelo ar os enumeros "modelos" que pousavam para os "clicks".

A passagem pela miradouro foi muito repentina, uma vez que a vista era repetitiva, e assim seguimos pela estrada de alcatrão cerca de 50 mt, para entrarmos num caminho que faz parte do Caminhos dos Romeiros para a Peneda (o primeiro de muitos percursos sinalizados, que na nossa rota cruzamos).

Este caminho levou-nos até a aldeia de Tibo, onde literalmente "evadimos" (no bom sentido) a igreja local para aí fazermos a pausa para almoço (meio do caminho).

Barrigas compostas, partimos em direcção ao centro da aldeia, para visualizar...umas alminhas.

Seguimos agora por um caminho que faz parte da Grande Rota Peneda-Soajo, e do Trilho Mistura das Águas, e que nos leva por um "carretero", junto ao rio Peneda (inicialmente), onde podemos desfrutar do som da agua a correr, e visualizar os enumeros "rápidos" que o rio oferece.

Entre a foto de grupo, e mais umas paragens técnicas, chegamos às mistura das águas, onde o Rio Peneda se junta com o Rio Castro Laboreiro, rio este que nos acompanhará até ao fim da nossa aventura.

Pelo caminho ainda houve mais aventura, não sei se havia mais água pelo nosso caminho, do que pelo próprio rio, e a poucos kms de chegarmos ao fim, o nosso maior desafio, quem ia com os pés secos...molharam....a musica era outra com uma versão actual... "ao passar a ribeirinha...pus o pé...molhei a meia...pus o pé...molhei a meia (e as botas, calças...)

Com a inter-ajuda de todos, a boa disposição, lá chegamos ao fim sem incidentes, e com certeza que todos gostamos desta aventura.

Entre uns ben-nu-rons e uns aspegics...tudo deve passar

Autor: Sérgio Sousa











MAPA
TRILHO
ELEVAÇÃO
http://www.manteigastrilhosverdes.com/uploads/pr_5_mtg_por_v2.pdf
PARTICIPANTES CONFIRMADOS FINAL (07 JAN - 19H)
José Carlos, Maria Fátima, Filipe, Patrícia, Cláudia, Arnaldo, António, Marlene, Carlos, AlbertoElsaFernandoPaula, Pedro, VeraJoséMário Santos, Etelvina, João, CarlaAlexandrina, StelaRicardoNelaRochaAgostinhaDaniel, Sílvia, SusanaRaquelMárioVictorSérgioGabrielLeonel, SérgioAna, André
( 74 / 90 )
PARTIDA
LOCAL
GPS
KM
GRAU
MAPA
2018.01.07
09:30

N 41º 54' 01.6''  W 8º 13' 07.9''
41.900431   -8.218848 

 14
Médio
Link

MAIS INFORMAÇÕES
Percurso: Trilho entre Várzea e Tibo
Local: Serra do Soajo
Partida/Chegada: Aldeia da Várzea (Arcos de Valdevez)
Estacionamento: Pouco 
Rede Telemóvel: Sim (espanhola)
Âmbito: Paisagístico, Cultural, Ambiental
Tipo: Circular
Sinalização: GPS
Pontos Água:  2 (Aldeias)
Exposição Vento/Solar: Alto
Almoço: Volante
Regras: Ler Aqui
Sugerido: Solas Rotas
Ponto Encontro: Aldeia da Várzea (Arcos de Valdevez)
Pontos de Interesse: Serra do Soajo, Aldeia de Tibo, Aldeia Várzea, Miradouro do Tibo, Rio Peneda, Rio Castro Laboreiro
Dicas: Água, Roupa adequada às condições atmosféricas; Botas; Bastão,
Reconhecimento: Sem reconhecimento
Outras informações: CM Arcos de ValdevezGerês
Nota: Sem partes queimadas, trilho com bastante água (alagado), sem apoios (cafés)
AVISO IMPORTANTE: A caminhada não inclui seguro
A visitar: Santuário Peneda do Gerês; Barragem do Lindoso, Aldeia do Lindoso, Aldeia do Soajo

Comentários

  1. Concordo.
    Tem jeito o míudo... por mim está contratado.
    Um abraço bem apertado a todos e muito obrigado por mais esta grande aventura.

    ResponderEliminar
  2. Foi a minha primeira caminhada com os Solas Rotas e adorei... o trilho, o espírito de camaradagem, a organização.
    Foi fantástico.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário