148ª Caminhada: Pelas Goelas do Mundo em Anúncio

Fisgas em Cuecas

No reconhecimento nas Fisgas de Ermelo, chegamos a uma parte do percurso que não era legível na vista de satélite do Google Earth. Mas confiantes, tínhamos a certeza absoluta que só podia haver uma ponte por ali. Se anteriormente um grupo tinha passado naquele mesmo lugar, onde estava a Ponte!? Chegamos à conclusão que só podia ser uma ponte sazonal, que às primeiras chuvas... desaparece! Tivemos que dar algo à palmatória... baixamos as calcinhas e atravessamos.

Parte 1: A Travessia
 
    
    
    

Mas havia elementos do grupo que gostaram demasiado da experiência, como se estivessem a reviver os tempo de criança, ao som da canção "Ó tempo volta pra trás". Tínhamos arranjado uma forma de passar novamente o rio, agora para a margem esquerda, quando nos apercebemos que a passagem era no mínimo .. duvidosa (ver foto). Na ânsia de mostrar que a passagem era segura, o Rocha coloca-se em cima da tábua, ainda chama o Leonel, que de imediato se cortou (sem sangue), e começa aos saltos mesmo no meio da dita cuja. Após um arrepio na espinha dos restantes, o Rocha lá sai da tábua, mas no salto que dá, um tupperware e uma termos caiem no rio... Estão a ver os 100 metros obstáculos em rocha escorregadia? Foi o que vimos, ainda dissemos "Cuidado! Deixa ir... são só 3 euros!". O meu irmão ainda disse "Será que guarda o dinheiro no tupperware?". Mas nessa altura já o Rocha se divertia novamente dentro do rio... em cuecas!

Parte 2: O Tupperware Sentimental
    
    

A explicação à posteriori, era que o dito plástico já tinha sido utilizado pelo seu filho na infância. Afinal o tupperware, era o Tupperware do Amor!

Comentários

  1. Essa tábua nas pedras para a travessar o rio, transmite uma enorme sensação de segurança... :-)

    ResponderEliminar
  2. Boas, queria alertar que a passagem na tábua (4x) foi tranquila (com sangue). Os saltos na tábua, mesmo com chamamento, foi pacífica a decisão de não realizar esse "sonho", porque as consequências poderiam ser desastrosas (sem sangue)!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário