domingo, 1 de abril de 2018

Extra: Vilarinho a Louriça à Lupa

Em 2016, um pequeno grupo realizou a GR34, e esta passagem (Vilarinho, Louriça) ficou na memória, pela sua exigência, quer pela sua paisagem.
Desde desse momento, ficou decidido um dia o grupo realizaria uma actividade nesta área, e assim foi...a nossa actividade extra de Março.

Para mais tarde recordar, uma caminhada, que se experimentou de tudo sol, vento, chuva, neve, granizo, nevoeiro....e por fim o arco-íris.

Pelas nove e pico, após calçarem as botas, e apertarem mochilas e casacos, Flora e mais quinze lá partiram em direcção às antenas de Louriça, partindo do paredão da barragem de Vilarinho das Furnas, os primeiros quilómetros, são quase em linha recta, smepre paralelos à albufeira apreciando a vista da outra margem, onde se destaca a Fraga de Sarilhão.

Ainda nem o primeiro quilometro estava percorrido, e já as máquinas/telemóveis disparavam entre fotos e selfies, panorâmicas e macros, onde o pano de fundo era maioritariamente a bela cascata.

Passando a ponte, seguimos rumo à antiga aldeia de Vilarinho (completamente submersa), chegados a Porto da Furnas, iniciamos a subida para o alto de Louriça, apanhando a antiga calçada, junto ao ribeiro das Furnas que corria bem forte, o que fazia "afogar" as poldras da passagem... o que fez despertar a nossa inter-ajuda, a coragem de uns...e o optimismo de outros "agarra a corda....que eu vou puxar"....xau...ia de cabeça. IMPORTANTE: nunca te esqueças do bastão

Prova superada, à medida que íamos subindo a beleza aumentava, e pouco mais à frente a serra amarela, transforma-se agora em serra branca, o sol em chuva e neve, e começava aqui o "ponha ponha ponha" e o "tira tira tira" o poncho. Numa destas paragens, um "recordar é viver" a batalha das bolas de neve (1987).

O caminho começava agora a ficar preenchido com a neve, uns seguiam contentes, outros em "pânico controlado" e outro aos "tombos".

O nevoeiro caiu forte, e fez-nos alterar a rota, não subimos às antenas, e seguimos em direcção ao trilho mais à frente, curtando caminho, por neve nunca antes pisada, e....uns que já vinham aos "tombos"....experimentaram o mergulho (...de cabeça). há malucos para tudo

Estava na hora de dar corda aos sapatos, a chegada às casarotas, foi brindada com a maior saraivada de todos tempos e um nevoeiro cerrado, quanto às casarotas....passaram quase despercebidas, assim como o magnifico miradouro sobre a albufeira. 

E de repente.... volta o sol, o arco-íris, e a albufeira, proporcionando uma vista magnifica, enquanto íamos descendo em direcção à barragem.

E foi assim a nossa aventura, terminando cansados, molhados, congelados...e esperançados pela próxima aventura.

SR Sérgio Sousa







MAPA
TRILHO
ELEVAÇÃO
http://www.manteigastrilhosverdes.com/uploads/pr_5_mtg_por_v2.pdf
PARTICIPANTES CONFIRMADOS FINAL (18 MAR- 19H)
Sérgio, Victor, Ricardo, Raquel, Manuel, Deolinda, Fernando, Gabriel, Daniel, Sérgio, Alexandra, Vera,José, Alberto, Mário
(30/ 90)
PARTIDA
LOCAL
GPS
KM
GRAU
MAPA
2018.03.18
09:00
Barragem Vilarinho das Furnas

N 41º 45' 42.7''  W 8º 12' 31.2''
41.761814  -8.208704

16
Díficil

MAIS INFORMAÇÕES
Percurso: Trilho Vilarinho - Louriça
Local: Vilarinhos das Furnas (Gerês)
Partida/Chegada: Barragem Vilarinho das Furnas
Estacionamento: Sim
Rede Telemóvel: ?
Âmbito: Paisagístico, Cultural, Ambiental
Tipo: Circular
Sinalização: GPS
Pontos Água:  0
Exposição Vento/Solar: Alto
Almoço: Volante
Regras: Ler Aqui
Sugerido: Solas Rotas
Ponto Encontro: Barragem Vilarinho das Furnas
Pontos de Interesse: Albufeira de Vilarinho das Furnas; Alto de Loriça; Casarotas
Dicas: Água, Roupa adequada às condições atmosféricas; Botas; Bastão,
Reconhecimento: Sem reconhecimento
Outras informações: Câmara Municipal Terras do BouroSerra Amarela
Nota: Possibilidade de ter neve
AVISO IMPORTANTE: A caminhada não inclui seguro

Sem comentários:

Publicar um comentário